Minicursos da XI Jornada de Estudos da Antiguidade

Minicurso 01

IMAGENS MODERNAS DA ANTIGUIDADE NA HISTÓRIA DA ARTE

Ministrantes: Profa. Evelyne Azevedo (Mestranda em História da Arte UNICAMP / CEIA-UFF), Profa. Ma. Manan Terra Cabo (Mestra em História e Crítica da Arte – UERJ).

Horário: 3ª, 4ª e 5ª feira (19, 20 e 21 de maio), das 8 às 10h.

Local: Auditório Ismael Coutinho (Sala 218-C).

Ementa: Desde a Antiguidade, o Egito fascina outras civilizações, e não foi diferente com a Arte Ocidental Moderna. As descobertas arqueológicas do século XVI tiveram grande impacto na cultura Renascentista e influenciaram profundamente a produção artística deste momento e dos períodos posteriores. Entre os séculos XVI e XIX, os temas egipcizantes ganharam destaque nas pinturas e esculturas produzidas na Europa, sendo constantemente revigorados a cada nova descoberta. Dos primeiros estudos, ainda ligados à egiptophilia, ao orientalismo novecentista, o curso procurará enfocar as diferentes formas de apropriação dos elementos egípcios propostas dentro deste arco temporal, que abrange, por sua vez, as primeiras tentativas de decifração dos hieróglifos, situadas no alvorecer da Idade Moderna, até o século XIX, momento em que a pintura se apropria da imagem do Oriente e ganha novas formas. O curso tentará compreender como as descobertas arqueológicas influenciaram a cultura artística ocidental e de que maneira o encantamento pelos motivos egípcios passou a essa Arte, sendo essas apropriações responsáveis pela construção de um Oriente moderno pela pintura novecentista.

Minicurso 02

HISTÓRIA ANTIGA E ARQUEOLOGIA EM VÍDEO: REDESCOBRINDO O EGITO ANTIGO

Ministrantes: Profa Ma. Gisela Chapot (CEIA–UFF), Profa. Ma. Liliane Cristina Coelho (CEIA–UFF), Prof. Me. Moacir Elias Santos (Doutorando PPGH-UFF / CEIA–UFF).

Horário: 3ª, 4ª e 5ª feira (19, 20 e 21 de maio), das 8 às 10h.

Local: Auditório Macunaíma (Sala 405-B).

Ementa: A Arqueologia passou por diversas etapas de desenvolvimento desde o seu estabelecimento como ciência, em meados do século XIX, até os nossos dias. Cada um destes momentos seja na fase antiquarista, histórico-cultural, processual ou pós-processual, corresponde a práticas específicas no trabalho de campo, no tratamento dado à cultura material resgatada e na produção de conhecimento. Neste curso abordaremos a história da Arqueologia egípcia, dentro de suas características específicas, por meio de documentários e debates que mostram as práticas inerentes a cada um dos estudiosos escolhidos: Giovanni Battista Belzoni, Jean François-Champollion e Howard Carter.

Objetivos: Apresentar ao público alguns dos primeiros exploradores e pesquisadores do Egito, por meio de documentários que trazem suas descobertas e a forma como tratavam os monumentos encontrados. Discutir as práticas empregadas por estes homens, inserindo suas descobertas em momentos específicos no contexto da Arqueologia egípcia. Debater as mudanças de pensamento na ciência da Arqueologia. Roteiro: 1ª Aula – Prof. Me. Moacir Elias Santos (Doutorando PPGH-UFF / CEIA–UFF) A) Vídeo: “A descoberta do faraó Ramsés II”; B) Aventureiros e exploradores: as escavações de Giovanni Battista Belzoni; C) Um olhar sobre a “Narrativa das Operações e Descobertas recentes no Egito e na Núbia”; 2ª Aula – Profa. Ma. Liliane Cristina Coelho (CEIA–UFF) A) Vídeo: O mistério da Pedra de Roseta; B) O Egito antigo desvendado: Jean-François Champollion e a decifração dos hieróglifos; C) Um olhar sobre a obra “Exposição Breve do Sistema Hieroglífico dos Antigos Egípcios”; 3ª Aula – Profa Ma. Gisela Chapot (CEIA–UFF) A) Vídeo: “A busca por Tutankhamon”; B) Os tesouros voltam à luz: Howard Carter e a descoberta da tumba de Tutankhamon; C) Um olhar sobre a obra “A Descoberta da Tumba de Tutankhamon”.

Minicurso 03

TRADUÇÃO DAS “METAMORFOSES” DE OVÍDIO

Ministrantes: Profª. Drª Edna Ribeiro Paiva (CEIA-UFF).

Pré-requisito: Latim IV. Horário: 3ª, 4ª e 5ª feira (19, 20 e 21 de maio), das 10 às 12h.

Local: Auditório Ismael Coutinho (Sala 212-C).

Ementa: Leitura, tradução, métrica e comentários linguísticos e culturais de textos selecionados das Metamorfoses de Ovídio.

Minicurso 04

IMPERIALISMO E ANTIGUIDADE: DOMINAÇÃO E RESISTÊNCIA NO MEDITERRÂNEO ANTIGO

Ministrantes: Prof. Fábio Frizzo (Mestrando PPGH-UFF / CEIA-UFF), Prof. Me. Guilherme Moerbeck (CEIA-UFF/UCAM), Profa. Vanessa Lima (Mestranda PPGH-UFF/CEIA-UFF).

Horário: 3ª, 4ª e 5ª feira (19, 20 e 21 de maio), das 18 às 20h.

Local: Auditório Ismael Coutinho (Sala 218-C).

Ementa: Partindo da constatação de que vivemos em um processo de resistência a uma forma específica de imperialismo econômico e cultural ligado à mundialização do capital, acreditamos na necessidade de voltar aos estudos da Antiguidade para pensar na formação e manutenção dos impérios, bem como na resistência dos dominados. Neste sentido, o minicurso abordará tais características gerais nos processos egípcio, grego e romano de expansão imperial.

Minicurso 05

A RELIGIÃO FUNERÁRIA NO EGITO ANTIGO

Ministrantes: Profa. Ma. Gisela Chapot (CEIA-UFF) e Profa. Ma. Maria Thereza David João (CEIA-UFF).

Horário: 3ª, 4ª e 5ª feira (19, 20 e 21 de maio), das 18 às 20h.

Local: Auditório Macunaíma (Sala 405-B).

Ementa: Este minicurso, cuja duração é prevista para três dias, vislumbra abranger alguns aspectos importantes da religião funerária egípcia, com ênfase no estudo da literatura mortuária, a saber, os Textos das Pirâmides, os Textos dos Sarcófagos e o Livro dos Mortos. Estas compilações funerárias tinham por objetivo fornecer ao morto um guia para a sua jornada no outro mundo e constituem, desse modo, diversas representações, produzidas ao longo de sua história, do pensamento egípcio acerca da morte. O minicurso prevê, primeiramente, uma apresentação sumária contendo as principais características do pensamento egípcio sobre a morte. Posteriormente, desenvolver-se-á o tema central do curso tendo por base os textos funerários, que fornecem elementos essenciais sobre, por exemplo, a caracterização do outro mundo, as relações estabelecidas entre reis, homens e divindades, os principais perigos a serem enfrentados no além e as localidades existentes no mundo dos mortos. O intuito deste minicurso é fornecer uma visão panorâmica das noções egípcias sobre o outro mundo permitindo aos alunos o contato com fontes de época junto à compreensão do contexto em que foram produzidas.

Minicurso 06

TRADUÇÃO E COMENTÁRIO DE “GUERRA DAS GÁLIAS” DE JÚLIO CÉSAR

Ministrantes: Prof. Dr. Eduardo Tuffani (CEIA-UFF). Pré-requisito: Latim I. Horário: 3ª, 4ª e 5ª feira (19, 20 e 21 de maio), das 18 às 20h.

Local: Auditório Ismael Coutinho (Sala 212-C).

Ementa: Neste minicurso, dirigido a alunos que tenham cursado no mínimo 1 semestre de língua latina, pretende-se iniciar os interessados na tradução e comentário da obra de um autor latino. O texto em causa além de ser modelo da língua clássica, também é de interesse para os estudos históricos e etnográficos.

Published in: on 28/04/2009 at 14:53  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://ceiauff.wordpress.com/2009/04/28/minicursos-da-xi-jornada-de-estudos-da-antiguidade/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: